TRADUTOR

quarta-feira, 2 de Janeiro de 2013


Saudações estimados seguidores, esperemos que o nosso blog seja do vosso agrado.  Visite o nosso facebook, e deixe os seus comentários, basta clicar no ícone superior direito.
Preencha também o nosso inquérito ao clicar na sua respetiva imagem. Agradecemos a vossa colaboração!


terça-feira, 1 de Janeiro de 2013

Página Inicial


INTERCULTURALIDADE


Porque a sociedade tem muitas cores, caras e pessoas e cada vez mais as pessoas vivem conscientes deste fenómeno multiculturar decidimos expandir este conceito tão vasto.

Gostariamos de ter um papel na difusão de conceitos que deveriam ser universais: igualdade, direitos, respeito, diversidade.

Sigam-nos e ajudem-nos nesta demanda cultural que ainda tem um longo caminho a percorrer!

Interculturalidade



Diversidade etnica e cultural:



Segundo Araújo e Pereira (s.d), nas últimas décadas houve um acréscimo na procura dos países mais ricos por parte dos mais pobres, tornando os países desenvolvidos, mais ricos a nível multicultural, devido ao facto de existir uma interação com uma grande diversidade de grupos étnicos, com diferentes culturas e perceções.

Esta mudança na sociedade, deu origem a duas questões, no que diz respeito ao combate ás desigualdades e á acomodação da diferença cultural (Rex, 1994, cit por Araújo & Pereira, s.d).

Em Portugal, apesar de recente, tem-se sentido também  um acrescimo na diversidade cultural e étnica, tendo-se assim constatado que a população estrangeira  duplicou, chegando em 2001 a representer 2,2% da população(Araújo &  Pereira, s.d).

É também importante salientar, a mudança significativa na origem dos paises minoritários, tradicionalmente a população provinha de países Africanos de lingua oficial portuguesa, hoje em dia destaca-se os movimentos migratórios provinientes dos paises da Europa de Leste (INE, 2002, cit por  Araújo &  Pereira, s.d).

Como resultado, formaram-se diversas discuções á volta das politicas de redistribuição e do reconhecimento social, tendo como questão principal a "possiblidade dos cidadãos de origens étnicas minoritárias se sentirem iguais num contexto em que as suas particularidades culturais não são reconhecidas pelas instituições"(Araújo & Pereira, s.d).

Segundo Araújo e Pereira (s.d), estas questões deveram ser exploradas para que assim se crie condições para uma integração das populações de paises minuritários na nossa sociedade criando assim um novo conceito de cidadania. Este conceito só será devidamente explorado se abarcar questões relacionadaos com a desigualdade e acomudação da diferença cultural.

 Qualquer dicusão que nao integre estas questões, poderá ser considerada  uma "manobra de distração" ou de uma forma de validar as desigualdades (Gillborn, 1992, cit por  Araújo &  Pereira, s.d).

        Fonte:         




Interculturalidade:

     Segundo Candau (2008) a interculturalidade promove a inter-relação entre diferentes grupos culturais integrados num determinado grupo. Apesar disso, rompe com uma visão essencialista das culturas e suas identidades, detendo assim um caráter evolutivo de construção e reconstrução.

      Cada cultura detém de raízes, sendo estas históricas e dinâmicas, não podendo assim fixar os indivíduos num determinado padrão(Candau, 2008).
      
       A cultura é vista como sendo uma entidade aberta, sendo assim considerada como sendo não pura, devido ao facto de estar em construção permanente (Santos, 2006, p. 445-447, cit por Candau, 2008)

A interculturalidade pode também ser considerada como sendo uma forma de pensamento que está relacionado com a constante evolução  da civilização (Banks, 1997; Batelaan, 1993, cit por Martins, 2000). 

 A interculturalidade por vezes acaba por ser confundida com a  interação entre indivíduos de diferentes culturas, que têm como objetivo conhecer novas formas, de pensar, os diversos costumes, etc. (Martins, 2002).

  No entanto, a interculturalidade deverá ser tida como uma atitude, uma maneira perceber e conhecer a própria cultura do individuo (Martins, 2002).
  
            Fontes:     


Educação Intercultural: 


     A educação intercultural, devido ao seu carácter global, detêm de uma capacidade de integração nos diversos âmbitos educativos, tendo em vista o aperfeiçoamento de convivências e valores (Martins, 2002).  


  Segundo Martins (2002) é utilizada uma educação moral, que tem como objetivo acabar com atitudes de preconceito racial e descriminação, tendo  em vista o desenvolvimento moral e o aperfeiçoamento da capacidade de se colocar no lugar do outro considerando assim os seus valores e ideais valorizando as diferenças e a igualdade.

               Fontes:     




Imigração

 Poderá aqui obter informação acerca dos seus direitos, oportunidades de emprego, entre outos.

http://www.solimigrante.org/links